Diário de Viagem

Uberaba/Bauru/Foz do Iguaçu

Saímos de Uberaba (MG), pilotando nossa picape Mitisubishi L200 em direção a Bauru (SP) para nos reunirmos com as outras três equipes e suas Land Rover, partindo às 6:30 hs do dia 26/12/2004, rumo a Foz do Iguaçu. Percorridos 786 km, descansamos no confortável Hotel Tarumã, para fazer a travessia da fronteira na manhã seguinte.
(Uberaba - Foz do Iguaçu: 1.170 km)

 
- A Argentina possui três diferentes moedas - pesos, patacon e o lecop. Troque sempre por pesos, pois as duas outras moedas são regionais e o peso é nacional. O dólar é aceito principalmente em hotéis e algumas casas comerciais, mas a taxa é sempre maior. O melhor é fazer o câmbio de dólares para pesos em banco mesmo. O real também foi bem recebido, principalmente no comercio próximo às fronteiras: um peso argentino equivale a um real.
- Não existem taxas nas fronteiras.
- Se o veículo não estiver em nome do condutor, é imprescindível que haja autorização do proprietário nesse sentido, com firma reconhecida em cartório. Sem isso não é permitida a entrada do veículo no país.
- Providencie junto à seguradora do veículo a “Carta Verde”, uma extensão do seguro exigida para trafegar nos paises do cone sul.
- A polícia rodoviária Argentina, para e multa veículos por vários motivos: os faróis devem ficar sempre acesos em trânsito; evite engate traseiro ou qualquer outro acessório que se projete aos para choques; veículos 4x4 devem portar um cambão; leve sempre dois triângulos de sinalização. E conte com a sorte para não ser multado sem motivo.
 

Todos os direitos reservados -- LoucosPorNatureza 2005
WebDesigner

EXPEDIÇÃO PATAGÔNIA 2005