ORÉGANO
(Origanum vulgare)


Antes que os italianos se apropriassem do orégano, os gregos o adoravam como tempero. Faziam vinhos aromáticos com as folhas e chegaram a batiza-lo de "alegria da montanha". Depois se tornou uma das marcas registradas de toda a cozinha mediterrânea . O orégano ou oregão é uma erva aromática e medicinal nativa da Europa Ocidental e da Ásia; no Brasil só é cultivada. Pertence à família das labiadas, como a hortelã, alecrim, poejo, manjericão, melissa, e alfavaca. Cresce em tufos de 40 a 80 cm de altura, tem caule ereto e quadrangular. As folhas são ovais e pontiagudas, verde-escuras e as flores avermelhadas, agrupam-se em tufos. No Brasil existem regiões onde o orégano vive vários anos, mas não produz flores, devido às condições climáticas. A planta toda emana um forte aroma característico e intenso.
CLIMA E SOLO: O orégano prefere clima temperado, não tolera temperatura muita altas ou muito baixas e nem geadas. Os solos devem ser bem férteis, de natureza calcária, permeáveis e devem receber muita luz solar.
PLANTIO: Pode ser plantado pôr divisão de touceiras, estaquia e sementes. As regas são feitas na ausência de chuvas; as capinas, sempre que necessário. Se não for usar as flores, devem ser cortadas assim que surgirem.
COLHEITA: Se a planta der flor e se esse for o objetivo da colheita, a época de corte será quando as flores desabrocharem. Caso contrário, inicia-se a colheita dos ramos no fim do verão e começo do outono. Nunca se faz o corte rente ao solo e sim no segundo conjunto de folhas, para facilitar o rebrote. A colheita deve ser feita pela manhã, logo após a secagem do orvalho. A dessecação é feita em secadores ou à sombra, em local ventilado, dependurando-se ramos de cabeça para baixo; depois tira-se as folhas, guardando-as em vidros bem tampados. Uma planta produz cerca de 3 anos.
UTILIDADES: O orégano é muito usado como tempero aromatizante nas carnes vermelhas em preparações à "parmiggiana", nas saladas, nas pizzas e molhos de tomate, assados, sopas, patês ou em pasta de ricota. Tem propriedades estimulantes, digestivas, expectorantes e diuréticas, mais acentuadas no óleo das flores.

Todos os direitos reservados -- LoucosPorNatureza 2005
WebDesigner

ERVAS AROMÁTICAS