ESTRAGÃO
(Artemísia drunculus)


É uma planta herbácea, perene, da família das Composta, a mesma da losna, artemísia, bardana, tupinambur e camomila, entre outras. É originária da Europa Oriental, Mongólia e Sibéria. Na França é muito cultivado por suas qualidades aromáticas e condimentares, sendo considerado o "pai" de todas as ervas, pois realça-lhes o sabor. O estragão cresce de 30 cm a 1 metro, criando uma moita com vários caules retos. Tem folhas estreitas e compridas, podendo florescer em cachos de pequenas flores, mas dificilmente produz sementes. Suas raízes se espalham e soltam rebentos que formam a touceira. O sabor de suas folhas lembra o de anis, um gosto picante e aromático, muito agradável.
CLIMA E SOLO: O estragão prefere o clima subtropical e temperado.O solo necessita ser permeável, fértil, e receber muita luz solar.
PLANTIO: Como raramente produz sementes, a única maneira de propagar o estragão é por divisão de moitas da planta adulta. O espaçamento entre as fileiras é de 30 a 60 e entre as mudas é de 10 a 20 cm. É aconselhável renovar a cultura a cada 3 anos. Na ausência de chuvas, as regas são periódicas, mas sem encharcar : a planta não tolera muita umidade. Fazer capinas e cortar os ramos velhos para dar novo impulso à planta.
COLHEITA: As folhas são colhidas quando bem desenvolvidas, em geral dois meses depois do plantio. No início colhem-se poucas folhas e ramos. No fim da colheita, que pode prosseguir até o inverno, corta-se toda a parte aérea (a planta é perene). Para preservar o sabor e o aroma, faz-se a colheita das folhas antes da formação das flores. Os ramos colhidos e colocados para secar à sombra podem ser guardados em vidros bem fechados.
UTILIDADES: É um tempero de gosto forte que deve ser usado em pequenas quantidades. Dele usam-se as folhas e os brotos novos em saladas, molhos, carnes, frango, nas conservas de legumes e picles. Dá um sabor bem exótico ao peixe ao forno. Nos cozimentos deve ser colocado no fim da preparação para que não se dilua seu sabor e nem se perca sua ação digestiva. As folhas secas são utilizadas em substituição ao sal e ao vinagre. Na medicina natural o estragão é usado no alívio da cólica menstrual.

Todos os direitos reservados -- LoucosPorNatureza 2005
WebDesigner

ERVAS AROMÁTICAS